Recentes

Sintomas do Crente DESVIADO

Sintomas do Crente DESVIADO - Paulo Junior


Provérbios 14, verso 14, diz assim: "O infiel de coração dos seus próprios caminhos se farta..." "... como do seu próprio proceder o homem de bem." Outra tradução diz assim: "O desviado de coração dos seus próprios caminhos e farta..." "... como do seu próprio proceder o homem de bem." Até aí. Feche os olhos. Vamos orar. Santíssimo DEUS Diante da Tua Presença nos colocamos mais uma vez Diante da Sua Magnitude Onisciência Graça Formusura e Beleza Nos achegamos quebrantados, humilhados submissos à tão gloriosa Graça Pai, mais uma noite necessitamos, urgentemente, desesperadamente, de Graça despejada abundante gloriosa sobre nós. Tem que haver demonstração de poder, e do Espírito Santo para que almas sejam curadas libertas salvas transformadas edificadas santificadas Demonstra graça essa noite Não deixa ninguém sem reverência Sem temor disperso distraído carnal, Senhor. Mas que todas as mentes sejam levadas cativas em obediência à Tua Palavra. Senhor obtém glória para Si com ess culto. Faz Teu Reino avançar, Senhor. E nos conforma de alguma maneira à imagem do Seu Filho.

.

Em Nome de Jesus Amém. Presta atenção aqui, no que nós vamos falar. Esse texto de Salomão, aqui... dentre outras coisas que ele trata, ele também faz menção do desviado. "O desviado de coração dos seus próprios caminhos se farta." Eu quero falar sobre um tema oportuno, pertinente, e atual. Importante. Um tema que servirá de alerta. Servirá de correção.

Servirá de exortação, para muitos de nós, e muitos dos que vão me assistir pela internet. Eu quero hoje... a partir deste texto, e de alguns estudos, e alguns números, desenvolver uma mensagem a respeito do desviado. O desviado. O crente desviado. O quê que significa o crente desviado? A própria palavra conversão, ela compreende uma mudança de sentido. Um giro de 180 graus. Não é isso que é a conversão? A conversão ocorre... com ímpios, com pecadores. Quando eles ouvem o Evangelho. Recebem à Jesus. São transformados. Nascem de novo. Eles se convertem. E antes da conversão eles seguem um caminho, uma rota. Estão seguindo um curso. Uma rota. A rota que o mundo propõe. O curso que o mundo propõe. Os deleites, os prazeres... o pecado, a maldade e a perversidade do coração. Essa rota, esse caminho, esse percurso, invariavelmente, levará à morte. À destruição. Tanto a morte física, a destruição física, como, segundo a Bíblia diz, em Romanos 6:23, à morte eterna. Essa é a rota dos ímpios. É o percurso dos ímpios. É o norte dos ímpios. Mas quando nesta rota, neste caminho de perdição, eles são encontrados pelo Evangelho, encontrados pelo Salvador Jesus, numa certa estrada de Damasco, eles ao encontrarem Jesus, ao ter acesso, ao colidirem com o Evangelho, há o que chamamos de conversão.

Salvação. Regeneração. Novo Nascimento. E essa salvação que o Evangelho produz, que Cristo traz, Essa regeneração que o Espírito Santo causa no pecador, traz à ele uma conversão. O que é uma conversão? A mudança da rota. A mudando do rumo, do curso, que ele estava fazendo. Um giro de 180 graus. Um giro completamente oposto. Ele estava indo para o norte.

Agora vai para o sul. Estava indo para o leste, agora vai para o oeste. É um giro de 180 graus. É uma conversão. E quando ele se converte, ele inicia uma nova rota. Você que tem gps sabe muito bem disso. Quando você se perde... o gps apita: "Iniciar nova rota." Você tinha uma rota rumo à um caminho. De repente, você descobre que aquele caminho não é bom. Você muda a rota. E o caminho. Isso é chamado conversão. Do caminho das trevas, você passa para o caminho da luz. Do caminho da morte, você passa para o caminho da vida. Do caminho da destruição, você muda, se converte para a rota, o caminho da vida eterna.

Assim é o caminhar cristão. Paulo estava indo, com cartas do sumo sacerdote, até Damasco aprisionar, matar... encarcerar cristãos. Perseguidor da igreja. Inimigo de Cristo. Quando ele se converte na estrada de Damasco, ele muda a rota. Ele muda o caminho. Agora, ele serve à Cristo. Ele ama os cristãos. Agora ele põe em liberdade os presos. E agora ele prega, ensina, Àquele que ele perseguia. Houve uma conversão. Todos que estamos aqui, pressupõe-se que somos convertidos. Nascemos de novo. Fomos alcançados pela graça, pelo Evangelho, por Jesus. Estávamos caminhando para a morte, mas a nossa rota foi mudada. E agora, caminhamos para a vida. Caminhamos para a eternidade.

Andando na graça. Em obediência à Palavra. Seguindo a voz do Espírito Santo. Então, a nossa nova rota foi nos dada na nossa conversão. Mas o que ocorre? Essa rota, ela é muito extensa. A caminhada é muito longa. Ela dura anos. Ela se inicia no ato de conversão. E ela se consuma na nossa morte. Ou com o advento da volta de Jesus. E isso pode durar décadas. Décadas. Então, a nossa caminhada... na nossa nova rota, dura muitos anos. E pode ocorrer, incidentes, acidentes, obstáculos nessa rota. E assim ocorre na vida de todos nós. Para nos impedir de chegar...

Na nossa meta. No nosso alvo. Ou no nosso... Chegarmos no nosso destino. Que é a eternidade. Que é a redenção do corpo. A glorificação do ser... com a volta de Jesus ou a morte. E o que ocorre nesse percurso? O que se opõe? Nós lutamos contra satanás, que é o vil tentador. Que é o assassino, o inimigo de Deus e dos homens. Durante o nosso percurso ele se põe nessa rota, para tirar-nos da rota. Outro inimigo é o pecado que tão tenazmente nos assedia. O pecado é o maior obstáculo para prosseguirmos na rota. Os cuidados dessa vida. As tentações e desejos da carne. Concupiscência dos olhos. Concupiscência da carne. Soberba da vida. São os obstáculos que nós enfrentamos até chegar no nosso destino.

O que pode ocorrer? Muitos dos cristãos que se convertem, que tem uma nova rota e começam a seguir... e andar por esse novo caminho, às vezes, não superam esses obstáculos. Às vezes, não suportam esses obstáculos: satanás, o pecado, o mundo, ou a carne. E esses obstáculos, que estão no meio do caminho, dessa longa trajetória, que é a vida cristã. Uma vez que esses obstáculos prevalecam contra o cristão, ocorrem... ocorre o chamado, desvio da rota. Desvio da fé. Desvio do destino. É o crente desviado. Ele abandona a fé. Ele abandona o Evangelho. Ele abandona a congregação. Ele abandona o Corpo de Cristo. Ele abandona a Palavra de Deus. Ele deixa de ouvir a voz de Deus. E ele se desvia, do curso, o qual o Senhor o colocou. E é impressionante que ele faz ... o mesmo movimento de conversão. Só que agora, contrário. Ele faz, novamente, um giro de 180 graus. E ele retorna para onde estava indo: Para o mundo. Ele retorna para a cegueira. Para a obstinação. Para o pecado.

Retorna, mais uma vez, para as garras... ... de satanás. Esse é o crente desviado. Esse é o crente que se desviou dos caminhos de Deus. Da Santa Palavra. Se desviou da fé. Abandonou o Evangelho para servir o pecado e o mundo. E você não faz idéia como isso tem sido comum, No nosso tempo. No nosso século. Você não tem idéia do tanto que isso é comum. Atente para esse número: "O Brasil possui mais de quarenta milhões de evangélicos afastados da casa de Deus." 40 milhões de evangélicos.

Se todos esses evangélicos não se desviassem... Seríamos a metade da população, segundo as estatísticas. Porque o Brasil tem, aproximadamente, 200 milhões de pessoas. Estima-se que há quase 50 milhões de evangélicos. 40 desviados... Teríamos quase metade da população evangélica. Se você olhar para esses números, você vê... o quanto tem sido comum. Provavelmente, você conhece de 1 a 10 evangélicos desviados. Você conhece de 1 a 10... de uma a dez pessoas que estão se desviando.

Provavelmente, as causas são... Uma das causas é aquilo que eu preguei no domingo passado. A falta de um Evangelho verdadeiro, de uma pregação expositiva, ... da apresentação do Evangelho verdadeiro não traz substância e conversões verdadeiras. Logo, a maior parte desses desviados, nunca foi de fato convertida. Então, nunca pode ter sido, de fato, desviada. Ela apenas se manteve, por um pouco de tempo, na igreja. A comida que está sendo oferecida nos púlpitos. A mensagem que está sendo propagada. É uma mensagem natural, imediatista, materialista. E é uma mensagem que não é transformadora. Logo uma pessoa não transformada não tem condições, não conseguirá... ... estar muito tempo entre a cristandade. Mas o fato é que milhões... estão se desviando. Estão desviados. Mudaram a rota. Estão hoje em total ruína e perdição. Estão em estado de condenação. Estão sob a ira de Deus. Quer tenham tido, de fato, uma experiência de conversão, quer não tenham.

E eu acredito que a maior parte, de fato, não tenha tido. Porque eu acredito que Deus... Ele usa da graça. A graça que salva. É a graça que conduz salvos. É a graça que faz permanecer salvo. A graça que justifiça. É a graça que também santifica. Hã? Ele diz: "Eu escreverei minhas leis nos seus corações..." "Colocarei meu Espírito e o meu temor para que não se apartem de mim." Mas um salvo pode se apartar? Pode. Aí Hebreus 12 diz que Deus vai lá e aplica disciplina amorosa nele. Aplica o açoite. Né? Então ele volta. Quando ele está desviado ele passa por um perrengue. Deus permite todas as maldições caírem nele. É a disciplina amorosa. É o chicote de Jeová. Para que ele retorne. Mas o fato é, que é uma grande realidade. E talvez, você, faça parte desses números. Ainda que você não deixou a igreja. Você pode ser um desviado que está dentro da igreja. Uma pessoa que se desvia, não necessariamente, ela sai da igreja.

Mas ela está desviada do reino de Deus. Do Evangelho. Do compromisso com o Evangelho. Do compromisso com o reino de Deus. Com as Escrituras. Então ela é um participante do Corpo de Cristo, porém desviada. Do reino de Cristo. E nós vamos estudar à luz das Escrituras como isso começa. Quais os sintomas de um desviado. Aonde nasce o desvio no coração, de um cristão. E como ele faz para voltar para os caminhos do Senhor. Lembrando que isso que nós estamos ensinando, Não trata apenas de um acidente, que ocasionará um desconforto. Nós estamos falando de um desvio que compreende a condenação do pecador. A execução do pecador. A ira de Deus sobre o pecador. Se ele não regressar. Se ele não retornar. Se ele não sair do estado de desvio. Se ele não mudar a rota. Ele terminará em um precipício. Essa rota ímpia, maligna, perversa, que dá ao pecador o direito dele satisfazer os seus deleites.

Essa rota termina em um precipício. Em um abismo. É um carro desgovernado, sem freios, descendo ladeira abaixo para um vulcão em chamas. Este é o caminho. Esta é a rota. Esse é o destino que a rota do desviado o leva. E se ele não retornar. Se ele não se converter novamente. Não mudar a sua rota. Ele terminará perdido. Condenado. Onde o desvio ocorre? Onde inicia-se o desvio? Primeiro: Ele ocorre no coração. É no coração que começa o crente a se desviar. O coração é a sede das emoções. É a sala de máquina do indivíduo. É ali onde ele governa e domina todo o ser do homem.

O desvio começa no coração. Hebreus 13:12... Hebreus, capítulo 3, verso 12-14, diz assim... (Presta atenção) O escritor está advertindo aquela congregação que é composta de judeus recém-convertidos. Eles estão tendo contendas e dificuldades entre eles. De compreender o Evangelho. Está havendo dissensões... e alguns estão se desviando voltando às práticas judaizantes. Mas o escritor diz assim: "Vede irmãos..." "que nunca haja em qualquer de vós um coração mal e infiel," "para se apartar do Deus vivo." Se apartar aqui, é desviar.

Que não haja em vós um coração... Se o coração for contaminado, Se o coração for persuadido. Se o coração for dominado por satanás ou pelo pecado, está pessoa, este cristão, vai se apartar do Deus vivo. Vai se desviar. "Antes exortai-vos uns aos outros, todos dos dias" "durante o tempo que se chama hoje, para que nenhum de vós se endureça..." "pelo engano do pecado, " "porque nos tornamos participantes de Cristo..." "se retivermos firmamente o princípio da nossa confiança..." "até o fim." Se apartar do Deus vivo....

O desvio da fé. Alguém que se aparta de Deus. Veja, não está falando da congregação, da denominação, da teologia... Não está falando da orientação teológica, Está falando: Se apartar do Deus vivo. Do Evangelho. Se apartar das Santas Escrituras. E nenhum de vós se endureça... Endurecimento. Quando alguém se aparta o coração se endurece. Eu disse que o desvio começa no coração, não é isso? "Que não haja em vós um coração mal e infiel." Porque se o coração se corromper.

Se o coração se endurecer. Ele vai se apartar. "Nenhum de vós se endureça." O coração se torna duro... da pessoa que vai se desviar. O coração se torna duro. A pessoa quando começa a se desviar da fé, abandonar a Cristo... Isso inicia-se pelo coração. Como? O coração se torna duro. O que quer dizer um coração duro? Um coração insensível. Esse cristão começa a ser insensível. Se torna insensível à pregação da Palavra. Se torna insensível ao Espírito Santo. Se torna insensível à repreensão de outros irmãos.

Se torna insensível à repressão de pastores. O coração se endurece. Aí começa o primeiro indício para o crente se desviar. O coração dele está duro. Duro que dizer, insensível. Ele não quer ouvir a voz de Deus. Ele não quer ouvir a pregação. Ele não quer ouvir outros irmãos. Se tornou insensível. Ao Espírito Santo. Aos cultos. Ou aos alertas, que a Palavra de Deus dá. Se endureça pelo engano do pecado. O que endureceu o coração daquele que está se desviando? "Se endureça pelo engano do pecado." O pecado! Atrás de todo desviado, na verdade, há pecados! Nenhum santo se desvia. Nenhuma pessoa que pratica justiça se desvia. Nenhuma pessoa que anda em retidão se desvia. Na verdade, aquele coração se endureceu, aquele coração se tornou insensível. Aquele coração se tornou mal e infiel, para que se desviasse, apartar do Deus vivo, por causa de pecados.

Pecados ocultos. Pecados não confessados. Pecados praticados. Na verdade, por trás de um desviou sempre há pecados envolvidos. "Porque só nos tornaremos participantes de Cristo se retivermos..." "firmemente o princípio da nossa confiança até o fim." Só seremos salvos se perserverarmos até o fim. Obviamente, o desviado é um que não perseverou até o fim. Foi interceptada a sua caminhada.

A sua rota. Ele não a concluiu. Ele não pode perserverar até o fim. Ele se desviou antes. Então é no coração. É o coração contaminado. Não guardado. Insensível. Duro. Que faz com que alguém se aparte da fé. Se desvie. É quando o coração é contaminado pelo mundo. Pelas setas do diabo. Pelas influências ímpias. É ali que ele começa a se endurecer para o Evangelho.

A queda será certa. Hebreus 12:15, também vai falar a mesma coisa. Olha o que esse versículo diz: "Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus," "e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela..." "muitos se contaminem." A raiz de amargura pode privar o crente da graça de Deus. E se ela brotar eu sou privado da graça de Deus. O que é a raiz de amargura? E aonde ela brota? Ela brota no coração. Quando pecados não confessados, intrigas entre irmãos, facções entre pessoas, contendas na família. Quando há divisões no lar. Quando isso brota. Falta de perdão. Falta de reconciliação. Quando os corações estão amargurados, infelizes. Aquilo começa a brotar. E aquilo priva o crente da graça de Deus. Ele se desvia. É o coração. Pessoas amarguradas. Pessoas que não perdoaram as outras. Contendas. Corações feridos. Corações doentes. Brigas conjugais. Brigas familiares. Divisões entre irmãos. Disputa entre irmãos.

Aquilo vai ofendendo o coração. Ferindo. Comprimindo. Até que aquele coração se torne amargurado. Faccioso. Arrogante. Soberbo. Vingativo. Aí a raiz de amargura brota. Brota aonde? No coração. E ela priva da graça de Deus. Ela perturba. Ela desvia dos caminhos... o crente. Ela corta! Quebra o vínculo e o contato com o céu. Então se inicia no coração. Quando você quer ver os sintomas de um desviado... Primeiro é o coração. Você conversa com ele o coração dele está ruim. O coração dele está ruim. Está duro. Ele não quer te ouvir.

Ele não quer ouvir a Palavra de Deus. Ele não concorda com seus argumentos. Coração está um fel. O primeiro sintoma é no coração. O coração começa a ficar ruim. Pessoa de coração mal. Pessoa tendenciosa. Pessoa amargurada. Vingativa. Rancorosa. Ressentida. Ferida. É o coração. Começa a ficar purulento. Cheio de pus. Cheios de feridas. Cheio de fel. O primeiro sintoma de um desviado é o coração. Ele não está feliz mais com a igreja. Ele não está feliz com a Palavra de Deus. Ele não está alegre mais com os cultos.

Ele não está mais aberto ao Evangelho. Ele não está mais aberto aos irmãos. O coração dele já está fervilhando... ... de fel, de amargura. O primeiro ponto é o coração. Provérbios 14:23, diz: "Sobretudo o que se deve guardar," "... guarda o teu coração." "Porque dele procede as saídas da vida." O desviado não guardou o coração. Você pode notar o desviado: Ele julga as pessoas. Ele começa a ser juiz dos irmãos. Ele começa a julgar as pessoas. Julgar a liderança da igreja. Julgar os outros irmãos em Cristo. O coração dele está mal. Enfermo. Começa a causar dissenções no Corpo de Cristo. Fofocas. Começa a contaminar os que estão ao seu redor. Porque o coração dele está enfermo. E ele começa a contagiar as pessoas. Você quer saber se alguém está se desviando. Olhe para o coração. Note como está o estado de espírito. O primeiro sintoma é no coração. Segundo sintoma, do crente desviado: As palavras.

As suas palavras. Por quê? Porque um é consequência do outro. Mateus 12:34, Jesus disse: "Raça de víboras! Como podem vocês que são maus," "... dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração." A segunda evidência é que aquela amargura do coração, não vai conseguir ser contida. O que está cheio o coração... ... fala a boca. Todos os sentimentos de amargura do desviado, toda a ferida, o fel, vai começar ser expressado em palavras. Você quer saber quem é uma pessoa? Fica do lado dela e ouve meia hora o que ela fala. Tudo que ela estiver falando está dentro do coração. É quem ela é. Você conhece um homem pela fala dele. Porque a Bíblia... eu estou dizendo, de um teste bíblico. O que a boca fala, é o que está cheio do coração do homem. Você quer se conhecer? Começa a falar assim: Presta atenção no que você fala. Você vai ver. Então o desviado, que está com o coração enfermo, não consegue esconder...

... o que está dentro do coração. Ele vai começar a declarar as feridas. Ele vai começar a falar. Primeiro sintoma: Um coração amargurado. Segundo: Palavras. Primeiro comentários... ... comentários carnais, imorais, sem temor, sensuais. O coração do desviado está carnal. Cheio de sensualidade, justiça própria, rancor, orgulho, vingança. Isso vai começar a ser expresso em palavras. Você a notar que as palavras dele são imorais. Que as palavras dele são carnais. Que as palavras dele são sensuais. Primeiro ponto das palavras são esses. São diálogos imorais.

São conversas depravadas. São comentários sensuais. As palavras. Não são, porque a Bíblia diz, em Efésios 4:29: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe," "mas só aquela que for boa promovendo edificação aos que ouvem." O desviado, tudo que ele fala é torpe. A palavra torpe no grego é o que está em decomposição. Podre. É isso que Paulo quis dizer.

As palavras começam a revelar o seu coração. A palavra de um crente verdadeiro são espirituais. São edificantes. São consoladoras. Instrutivas. E as palavras de um desviado são carnais, mundanas, sensuais e imorais. Pode prestar atenção. Elas não trazem edificação para ninguém. Primeiro: Então, são comentários carnais, imorais, sem temor. O cara conta piada imoral sem temor. Entre cristãos. Em roda de cristãos. Conta piadas depravadas em nenhum temor. É o segundo sintoma: Palavras. Nas palavras ainda... Primeiro: Comentários carnais. Segundo: Mundanismo. O tema principal dos seus diálogos sempre são as novidades do mundo. Está revelando o coração. Um coração sensual, imoral, mundano e sem temor. Segundo: Um coração mundano. Suas palavras sempre são as últimas novidades do mundo. O último clássico do futebol, a última luta de Vale Tudo, a última luta de boxe, o último carro; a moeda, o dólar, o vestido, a marca, a grife, o show, o entretenimento... é isso que domina o vocabulário, as palavras, do desviado. "Não ameis o mundo, nem o que há no mundo." "Quem ama o mundo, o amor do Pai não está nele." O desviado começa a amar o mundo.

Não há uma conversa espiritual. São sempre... comentários mundanos. O tema principal dos seus diálogos sempre são as novidades do mundo. É o segundo sintoma. Primeiro o coração do bicho está um fel. Está um fel! O segundo: O coração vai ser revelado pelas palavras. Mundano. São mundanos. As novidades... o dólar. A bolsa de valores. Eu não estou dizendo que o crente não tem que ser informado. Eu estou dizendo que é o que domina, predomina, a mente do desviado. São as palavras mundanas. O tema principal é o mundo. A concupiscência do mundo. A luxúria do mundo. E terceiro: As palavras críticas. Você começa a notar pelas palavras. Ele se torna crítico. Critica o culto. Critica a igreja. Critica a pregação. Critica o pastor. Você começa a ver os sintomas do desvio quando ele se torna crítico. Ele começa a criticar, a falar contra o culto.

"O culto não está bom." "O culta está desajustado." "Eu não gostei do culto." "O culto foi mal-feito." Depois ele começa a criticar a pregação. "Essa pregação não é bem assim." "Eu não concordo." "Não é bem desse jeito." "Eu não aceito." "Eu entendo de outra maneira." "Eu não vou fazer isso." Começa a criticar o pastor. "Não concordo com a maneira." "Não concordo com o método." "Não concordo com o jeito." Começa a criticar. E por fim, ele critica a igreja. O formato da igreja. A doutrina da igreja. O princípio da igreja. O modelo da igreja. O perfil da igreja. Segundo sintoma do desviado: As palavras, que revelam o seu coração. Você conhece alguém assim? Como é que está o placar aí, já? Coração enfermo. Coração amargurado. Cheio de raiz de amargura. Duro pelo pecado. Você conhece alguém que os comentários são sempre sensuais, imorais? Que o tema dos seus diálogos são as novidades do mundo? E que é extremamente crítico contra o culto, a igreja, a pregação e o pastor? Logo, essa crítica vai gerar qual consequência? Hebreus 12:15, diz assim: "E por ela muitos se contaminam." "que nenhuma raiz de amargura brotando vos prive da graça e por ela muito se contaminam." O que quer dizer isso? O desviado começa a ter o efeito do fermento que Jesus disse.

"Um pouco de fermento leveda toda a massa." "e por ela..." Ela o quê? A raiz de amargura. "... muitos se contaminam." Esse comentários do desviado começam a contaminar a congregação. Ele começa a influenciar a congregação. Ele começa a denegrir a igreja para os irmãos. Denegrir o pastor para os irmãos. Denegrir a pregação. A doutrina. Sintoma de um crente desviado: Ele é como o fermento. As suas críticas, seus comentários, suas palavras... contaminam os que estão à sua volta. Agora, terceiro sintoma. Olha só como é progressivo. Primeiro começa no coração. Está ali quietinho... A seta, o torpedo, a lança do inimigo... acerta! Crava ele. Ele não domina o coração e aquele fel começa a se deparar. Começa a se alastrar. Consequência do coração enfermo: As palavras... vão expô-lo... vão declarar quem ele é. Terceiro: Ele muda o coração, muda as palavras... Agora ele muda a sua aparência. Ele começa a mudar a sua aparência. Cristão piedoso que se veste com decência, com ordem, com moral, com pudor, temente à Deus, sincero, obediente na Palavra, mas a mudança no coração e a mudança nas palavras, vai começar, agora, a mudar o seu exterior.

A sua aparência. Qual que é o padrão da aparência para o crente na Bíblia? 1 Timóteo 2:9: "que do mesmo modo, as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia." Esse é o padrão do crente. Não é saia, cabelo, calça... Não é isso. Isso é o uso e costume. Mas é modéstia. É o homem e a mulher estar vestido com decência. Terceiro sintoma do crente... desviado. Por que o desviado, o que ele vai se tornar? Presta atenção... Ele vai se desviar dos caminhos de Deus e vai começar a se tornar carnal. Vai andar na carne. Qual uma das grandes marcas da carne? A sensualidade. Você vai começar a notar, que esse crente que está se desviando, começa a se vestir com sensualidade. Começa a exagerar na maquiagem. Começa a exagerar nos decotes. Começa a exagerar no comprimento da saia. Começa a exagerar nos adornos.

Nada disso é pecado. Ser bonito não é pecado. A mulher ter uma coisa levezinha para estar bonita... Ela ter alguns adornos. Mas ela começa a exagerar. Porque olha só o que Pedro diz: "O enfeite da mulher não seja o exterior," "no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro," "na compostura de vestidos. Mas seja num coração encoberto," "incorruptível, de um espírito manso e quieto que é precioso diante de Deus." Pedro está dizendo assim: "Não é pecado a mulher ser bonita." Mas a mulher bíblica, ela não dá ênfase nisso. É um coração puro, quebrantado. Terceiro sintoma do desviado. Ela vai dar ênfase nisso: No adorno, na jóia, na maquiagem, no cabelo, no vestido colado. Ela começa a se tornar sensual. Tanto a mulher, quanto o homem. Os homens são sensuais também. A roupa começa a mudar. O homem começa a se vestir com despudor. Com sensualidade também. Começa a mudar. Principalmente, nos homens, eles tendem a ter uma aparência mais jovem. Você pode notar... Pessoa conservadora, piedosa, reservada. Ela começa a se desviar... Ela começa a querer andar com um garotão.

Um garotão de 20 anos. Camisa colada, bíceps para fora, calça apertada... Se torna sensual. Aparência. Pode notar. Começa a ver em pessoas esses sintomas. A aparência, invariavelmente... Por que a transformação não começa de dentro para fora? O crente primeiro converte o coração, depois muda o exterior. O desvio a mesma coisa. Começa no coração, depois reflete lá fora. Primeiro ele começa amargurado... De repente! Você nota na aparência dele. Ele começa a comprometer a aparência. E qual que é a marca da aparência do desviado, dentre tantas, que ele muda? A sensualidade.

Homem sensual. Mulher sensual. A predominância é a carne. Quando Paulo usa carne, ele não está falando de músculo. Ele está falando da natureza humana. A predominância do desviado não é a natureza de Cristo, que está nele. É a natureza de Adão. É a velha natureza. "Pastor, mas alguns ficam sensuais?" Não, todos ficam. Por que? Porque é uma obra da carne. É uma obra... e todo aquele que não possue o Espírito Santo, vai ter sensualidade.

Começa a comprometer o traje. Exagerar a maquiagem, os penduricalhos, os adornos. Começa a colocar roupas que não colocava, que não se atrevia a colocar. Começa a usar artifícios no seu corpo que não se atrevia. Tinha temor, respeito, cuidado. Isso começa a ser deixado de lado. É o terceiro sintoma. Quarto sintoma: Os hábitos. Agora vem para os hábitos. Ela não vai conseguir segurar mais. Primeiro começou no coração, depois veio para as palavras... e a aparência. Agora as atitudes, os hábitos. Olha esse texto! É o quarto sintoma de um desviado.

Romanos 1:28: "E como eles não se importaram em ter conhecimento de Deus," "assim Deus os entregou à um sentimento perverso..." Sabe para quê? "para fazerem coisas inconvenientes." O desviado começa a ficar inconveniente. Ele começa a fazer escândalo. Ele começa a se envolver com coisas absurdas. Ele começa a comprometer a esposa, os filhos, os negócios, a igreja e a fé. Começa, agora, a afetar os hábitos. As atitudes dele. Como? Primeiro: Ele começa a conviver com ímpios, sem reserva nenhuma. Ele tem total acesso à ímpios. Intimidade. Ele convive no círculo dos ímpios. Hábitos. Antes era um homem que não se aproximava... uma mulher, um jovem, que não se aproximava de ímpios. Tinha apenas uma relação profissional, evangelística, qualquer que seja... Agora não. Ele entra no círculo dos ímpios. Ele começa a conviver com eles. Salmo primeiro, diz assim: "Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios," "nem se detém no caminho dos pecadores e nem se assenta na roda dos escarnecedores." O quarto sintoma do desviado são os hábitos.

Ele começa a fazer coisas inconvenientes. Conviver com ímpios. Ele senta na roda dos escarnecedores. Se detém no caminho dos pecadores. E anda no conselho dos ímpios. Segundo: Ele começa a frequentar lugares que antes ele jamais sonhou entrar. Ele começa a frequentar coisas que ele não fazia mais. Bares. Festas sociais ímpias. Celebrações ímpias. Jogos. Bingos.

Coisas que ele não entrava. Começa a frequentar lugares indevidos. "Rapaz, eu vi fulano lá não sei aonde." "Tá desviando." "Eu vi fulano no lugar que não é lugar de crente estar não..." "Tá desviando." "Vi fulano em um coquetel..." "Vi fulano em uma quermesse..." "Vi fulano em um jogo, cheio de gente imunda, bebendo, fumando," "mandando o juiz para aquele lugar..." Começa a fazer coisa indevida. Primeiro convive com ímpios. Segundo frequenta lugares que jamais sonhou que iria. Terceiro: Terceiro: Escândalos. As atitudes é o sintoma. Ele começa a estar envolvido em trapaças. Desonestidades. Começa a estar envolvido em escândalos. Nome começa a sujar. Dinheiro sujo entra na vida dele.

Alianças com gente, com empresas, com nomes, com notas, com fraude, com empréstimo, com sei lá o quê... Sujos. Desonestos. Começa a ser comum na vida dele esse tipo de coisa. É sintoma de desvio. Está desviando ou está desviado! Escândalos fazem parte da vida dele. É pego bebendo aqui, é pego traindo acolá, é pego roubando aqui... é pego fraudando acolá, é pego fazendo coisas incovenientes! Agora começa afetar, o desvio, nos seus hábitos. Começa a comprometer as ações. Onde ele põe a mão fica preto, sujo, escandaloso, não consegue acertar mais nada! Porque é satanás que está norteando a vida dele agora. É o quarto sintoma. Vem cá, você conhece alguém que tem algum sintoma desse aqui? Está aí do seu lado? Quem que você conhece? Eu estou falando de sintoma. Você vai ao médico e ele fala: "Quais são os sintomas?" "Eu estou com isso, isso, isso." "Você está com hepatite." "Você está com infecção." Esses são os sintomas de um desviado. Se alguém aqui está com esses sintomas, está se desviando ou já se desviou. Se você conhece que não está aqui e está com esses sintomas, Está se desviando...

Ou já se desviou. Primeiro: No coração. Segundo: Nas palavras. Terceiro: Na aparência. Quarto: Nos hábitos. Você quer saber se você, ou alguém, está se desviando ou se desviou... Olha para essa pessoa, para si mesmo e veja como está o coração. Quais são suas palavras. Como está a sua aparência. E quais são os seus, ou os hábitos dessa pessoa. Dezenas de sintomas... que o desviado tem. Eu vou citar para você... pelo menos vinte delas. Ao citar, você vai aplicando ela na sua vida, ou do seu marido, ou da sua esposa, ou dos seus filhos ou dos seus pais. E eles demonstrarão se você está desviado, ou não. Se está se desviando, ou não. Se se desviou, ou não. Preste atenção. Eu vou começar a ver aqui, o primeiro sintoma: Quando a oração e a leitura da Palavra vão sendo deixados de lado, em tempos e dias.

O desvio está presente. O que quer dizer "em tempos e dias"? Primeiro ele ora e lê a Bíblia todo dia. Ele vai diminuindo o tempo diário, que ele lia e que ele orava. Então, primeiro diminui o tempo da oração e o tempo da leitura que eram diários. Depois ele diminui os dias. Ele lia todo dia. Orava todo dia. Agora, ele lê, pouquinho, todo dia. E ora, pouquinho, todo dia. Agora, ele ora e lê, um dia sim, um dia não. Um dia sim, três dias não. Um dia sim, quatro dias não.

De repente... ele está um mês sem ler a Bíblia, sem orar. Ele diminuiu o tempo e os dias. Se você tem diminuído a cada dia o tempo de leitura e o tempo de oração, e os dias da leitura e os dias da oração... É um sintoma que você está desviando. Orava 1 hora por dia, lia 1 hora por dia. Agora, ora 30 minutos e lê 30 minutos. Agora, ora 20 minutos e lê 20 minutos. Agora, ora 10 minutos e lê 10 minutos, mas era todo dia. Agora, ora 10 minutos e lê 10 minutos, uma vez por semana. Agora, ora 10 minutos e lê 10 minutos, uma vez a cada duas semanas. Agora, ora 5 minutos e lê 5 minutos, a cada mês. É um sintoma do desvio. Segundo: Quando o conhecimento bíblico possuído ou adquirido é tratado com um fato externo, e não é aplicado no viver diário. O desvio está presente. O cara conhece as Escrituras. Conhece a Bíblia.

Estudou, aprendeu. Ouve os sermões... Mas isso não é aplicado na vida diária. Ele não tem o menor compromisso com isso. Ele vem no culto por desencargo de consciência. Quando você começa a fazer da Bíblia algo abstrato. Quando você não cumpre, você não aplica os princípios da Palavra na sua vida diária... É um sinal de desvio. Quarto: Quando pensamentos... Olha esse! ... sobre as coisas eternas e o anseio por coisas espirituais deixam de ser regulares, isso deveria ser como um sinal de alerta para o desviado.

"Como é que é o quarto, pastor?" Quando o pensamento sobre coisas eternas... pensar na eternidade, no céu, na volta de Jesus! Pensar na glorificação do corpo! No julgamento das nações. Pensar, meu irmão, no trono branco! Quando isso deixa de ser comum e o anseio, o desejo, por coisas espirituais... É um sinal de desvio. Não tem nenhum sentimento com a eternidade. Não tem nenhum anseio por coisas espirituais. É um sinal de desvio. Quinto: Quando os cultos da igreja perdem a alegria e o prazer. Uma condição do desviado, provavelmente... Uma condição do desvio, provavelmente, existe. Você se lembra? Quando os cultos da igreja, perdem a alegria e o prazer... E não tem nenhuma alegria em vir à igreja.

Nem um alegria em cantar louvores. Nenhuma alegria em comungar com os irmãos. Perdeu a alegria. Perdeu o prazer! Torna-se... presta atenção! Culturar, congregar torna-se um fardo. Torna-se dispendioso. Uma canseira. Algo que não dá prazer. É meio que uma obrigação. É política, é por causa da família, do testemunho. Mas não é deleitoso mais. Aí, meu filho, a coisa está feia! É terminal o negócio. Porque se a pessoa não conseguir se deleitar e ter prazer em um culto, ela é qualquer outra coisa, menos crente. Sexto: Presta atenção nesse. Quando se esquiva de conversas espirituais profundas. Ou elas são um constrangimento para ele. Há, certamente, uma evidência de desvio. Ele se esquiva de conversas espirituais profundas. Esses assuntos não interessam à ele. Eternidade, glorificação, justificação, oração, jejum... Evangelismo, almas, poder do Espírito Santo... Quando há conversas espirituais profundas... ele começa a se esquivar. E quando fica constrangido por elas. Como é que pode um crente ficar constrangido e falar de Deus. Como é que pode um crente ficar constrangido em falar de coisas espirituais.

Como é que pode ele se desviar... Ele gosta de assuntos assim: É... político, econômico, financeiro, esportivo... até você pode por uma pitadinha de fé ali. Mas não se aprofunda espiritualmente, não. Ele fica constrangido. O desvio está presente. Olha esse sete, agora: Quando começa a contradizer a Bíblia, a pregação da Palavra de Deus e as doutrinas bíblicas... distorcendo-as para justificar seu próprio pecado. Isso é uma prova do desvio. Ele começa a contradizer a própria Bíblia... "Não é bem assim.' "Isso aí não é assim." "Isso daí tem que ser interpretado. Isso aí é Antigo Testamento." Ele começa a contradizer a Bíblia e contradizer a pregação.

"Olha, eu gostei daquela parte que o pastor falou que eu ia ser abençoado." "A parte que ele falou para arrepender está errado. Não é assim." "É graça, Deus sai dando para todo mundo. Não é assim, não." Ele começa a distorcer. Mas para quê que ele distorce? Para justificar o seu próprio pecado. É uma evidência do desvio. Ele distorce a doutrina. Distorce a pregação. Distorce a própria Bíblia! Para justificar o seu pecado. Isso é uma prova do desvio. Oito: Quando os esportes, a recreação, e o entretenimento são uma parte grande e necessária do seu estilo de vida... em detrimento das atividades espirituais. Você pode concluir que está ocorrendo o desvio. A vida desse cristão consiste em esporte, recreação, viagem, gastar dinheiro... entretenimento! A grande parte da vida dele consiste nisso. Em detrimento das espirituais, ou seja, ele sacrifica leitura, sacrifica oração, sacrifica jejum, sacrifica vigília, sacrifica escola dominical, sacrifica discipulado... pelo entretenimento.

Ele dá prioridade à esporte, lazer, entretenimento, recreação... Está acontecendo um desvio. Porque eu preguei quarta: Marca do Salvo. Ele tem fome e sede é de justiça. Das coisas espirituais. Oitavo: hum.... Aliás, nono: Quando os pecados do corpo e da mente.... Olha só, escuta! Quando os pecados do corpo e da mente podem ser praticados sem temor em sua consciência. Sem pesar no seu coração. Quando você está insensível ao seu próprio pecado, a sua condição de desviado... É certa. Esse talvez é o maior sintoma. Ele não tem mais pesar pelos pecados. A mente dele... A consciência dele... Ele pratica o pecado sem temor na consciência. Sem pesar no coração. Ele está insensível ao próprio pecado. Está pecando e não está nem aí... Está desviado. Está desviado. Porque a maior marca do crente, meu irmão, pode ser o crente fraco, forte, o apóstolo Paulo, o novo convertido...

O preto, o branco... pode ser qualquer um. Uma das maiores marcas é que quando o crente peca.... "Crente peca, pastor?" Peca! Mas qual é a postura do crente quando ele peca? É tristeza! Pesar! Angústia! Vontade de morrer! O desviado, ele peca e ainda toma cerveja para passar. Para a consciência ficar boa. Sabe como eu fico sem peso na consciência quando eu peco, urso? A maior característica do crente é o pesar. Ele acha que o mundo vai acabar, que o chão vai abrir, que ele vai para o inferno. Agora, sintoma do desviado: Não há pesar na mente e nem no coração quando ele peca. O negócio está sério.

Ele está insensível. Décimo: Quando tenta convencer os outros que o seu erro está certo. O desvio está presente. Quando ele tenta convencer outros que o seu erro está certo. Que ele tem razão. Que o estilo de vida dele é aprovado por Deus. Está desviando. Décimo segundo: Quando desejos por uma santidade semelhante à Cristo, param de dominar a sua vida e o seu pensamento. O desvio está ali. Quando ele não tem mais aspiração por santidade. Ele não tem mais desejo de se santificar. Ele não tem mais vontade de separação, distinção. Ele não aspira mais ser como Cristo. Não aspira lutar contra o pecado. Vencer o pecado. Ele não tem mais desejo por santidade ou santificação progressiva. O desvio é claro. Décimo terceiro: Quando a aquisição de dinheiro... e bens materiais se tornam a parte dominante do seu pensamento. Você tem uma clara confirmação do desvio. A parte predominante do ser daquele cristão é ganhar dinheiro.

Está desviado. Porque a parte predominante do ser de um cristão: É Cristo! Não é o dinheiro. A aquisição de dinheiro e bens materiais é a parte dominante dele e do pensamento dele. O cara dorme, acorda, vive, respira, faz exercício, alimenta, em torno de dinheiro. Ganhar, conquistar, comprar. Ou seja, não tem o menor interesse pelas coisas espirituais. Desvio. Décimo quarto: Quando você pode ouvir o nome do Senhor ser tomado em vão, escarnecido, zombado... Quando você questões espirituais sendo ridicularizadas... Questões eternas sendo tratadas de maneira frívola... Sem ser levada à indignação e até escarnecer junto com ímpios... Você está se desviando. Porque quando um crente vê o nome de Jesus ser zombado, escarnecido...

Coisas espirituais sendo profanadas ele fica indignado. Quando esse tipo de coisas não traz indignação nenhuma para você... Está nem aí se a igreja está pegando fogo, se crente está morrendo, se o nome de Deus está sendo blasfemado... Aliás, até escarnece junto com ímpios. Até zomba. Está desviando. Décimo quarto: Quando você pode assistir à filmes, programações de tv e internet... degradantes e ler, consumir, literatura, moralmente depravada. Quando isso passa a ser uma rotina em sua vida... Pode estar seguro do seu desvio. É normal ligar, consumir, imoralidade... profanação, promiscuidade, perversão... Quando isso é consumido. Quando isso passa a ser rotina... Esteja certo do desvio. Décimo sexto: Quando quebras de paz entre irmãos... Quando há contendas e divisões entre irmãos. Quando há intrigas na família e almas indo para o inferno... E isso não é motivo de preocupação para você... Isso é uma prova do seu desvio.

O crente zela pela unidade. Pela comunhão. Pela reconciliação. Quando divisões, contendas, crise entre irmãos, famílias, pais... Quando pecadores estão indo para o inferno.... Quando pessoas por causa do seu testemunho estão indo para o inferno... E você não sente nada... É um sintoma do desvio. Porque se tem um pecador, ou uma alma, ou alguém... que por causa de você está se desviando, ou saiu da igreja...

Ou está machucado, ou você vê o declínio do povo de Deus e não sente nenhum peso... Está desviando. É indiferente para você o estado dos cristãos. Quando a menor desculpa parece suficiente para afastar você... do dever e da oportunidade espiritual, ou seja, cultos, reunião de oração, estudo da Palavra. Você está desviado. Qualquer desculpa... "Ah, não vai dar para eu ir no culto." "Não vai dar para ler." "Não vai dar para orar." "Ah, porque... trocar o pneu." "e trocar a água do filtro." "Tem que cortar o saquinho de leite...

Não dá." "Ahh... a menina vai fazer aniversário..." "É minha oitava prima lá do Ceará, então não dá para eu ir no culto." Qualquer desculpa não lê, não ora, não vai à reunião nenhuma. É um sintoma do desvio. Não sou eu que estou falando e nem fui eu que escrevi isso aqui. Quando você se desculpa... justifica todos os seus próprios pecados, dizendo que "o Senhor entende..." Que não era sua intenção, que afinal de contas todos pecam e que é tudo por graça... Você revela a sua condição de desviado. É... realmente que está na lambança faz isso, né? "Está tudo certo, pastor... Deixa a vida me levar... Vida leva eu..." Vai levar para o inferno. Quando você se ajusta alegremente ao estilo de vida do mundo...

Seu próprio espelho vai lhe dizer a verdade sobre o seu desvio. Quer saber se é crente? Se está desviado? Seu próprio espelho vai mostrar. Olha para a tua aparência. Olha para os teus negócios. Olha para a tua boca, tuas palavras. Olha o teu casamento. Olha os teus filhos. Olha o teu coração. Vai mostrar... Você já sabe que está desviado. Você está vendo. Está na cara! Você não condiz com o que está sendo pregado na Palavra. Você não condiz com a doutrina. Você não condiz com o crente verdadeiro. Você já se conformou ao mundo mas o espelho da Palavra está te mostrando.

Quando a injustiça e a miséria humana existem ao seu redor... e você não faz nada para aliviar o sofrimento... dos pobres. Fique certo do seu desvio. Marca de crente é compadecer do mais fraco. A gente é campeão de fechar o vidro na porta de pobres... necessitados, infelizes. Mas a marca do cristão é ajudar o seu semelhante. Último: Quando suas lágrimas estão secas... e a realidade dura e fria da sua condição não é suficiente para fazê-lo se quebrantar. Veja isso com um terrível testemunho da dureza do seu coração e da profundidade do seu desvio.

"Como é que é?" Quando você está vendo que você está na lama do pecado, Que eu acabei de citar... 20 sintomas e você diz: "Eu concordo com todos..." "mas não sinto nada." É um sintoma do desvio. "Eu não me quebranto de ver o meu estado!" "Eu não derramo de ver que eu estou me atolando..." "Eu sou completamente..." "Eu vou sair desse culto, comer, arrotar e dormir igual a uma pedra na minha cama!" É um dos maiores sinais... do seu desvio. "Aliás, eu vim nesse culto hoje esperando ouvir algo confortável para o meu ego." Igreja errada. Se você tem esses sintomas... Se isso está acontecendo com você... e ele começa no coração. Se o seu coração foi acertado por uma lança de satanás...

Se o pecado endureceu o seu coração e foi tendo essa reação em cadeia... Meu irmão, você pode estar desviado, dentro da igreja. Você pode ser um crente desviado. Se você tem alguns desses sintomas você já se desviou da fé. De Cristo. Cuidado, meu irmão! A rota que esse caminho leva... A rota... ou melhor, a qual levará ao destino. É a condenação. A rota que você está andando é a condenação.

Se desviou... Se desviou da onde? Da Graça! Do Evangelho! Da Salvação! De Canaã! Da eternidade! E fez um giro de 180 graus! Com os olhos vendados, ladeira abaixo, para um precipício! Para um abismo que é o inferno! Essa é a marca do desviado! Sintomas de um desviado! Você pode estar se desviando tendo esses sintomas. Ou você já pode ter se desviado! Você precisa tomar uma atitude! Você precisa tomar o controle desse barco, desse carro, caminhão desgovernado! Você precisa freiar, parar, e mudar o curso novamente. E dar um giro de 180 graus novamente.

Voltar para os caminhos do Senhor. Voltar para a fé. Voltar ao Evangelho. Voltar... para a vida com Deus. Qual é a cura para o desviado? Qual é a cura? Como ele se salva? Apocalipse 2:5, diz assim: "Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta a prática das primeiras obras," "senão venho a ti, e moverei do seu lugar o teu candeeiro (ou o teu castiçal)..." "caso não te arrependas." João está escrevendo, aqui, o Apocalipse... E ele está dizendo, meu irmão, da mesma coisa que eu estou pregando. A igreja de Éfeso... foi pastoreada pelo Apóstolo Paulo, o Apóstolo João e Timóteo. Uma poderoso igreja! Jesus vem para Éfeso...

"Éfeso, você está desviada. Você está se desviando." "Volta Éfeso!" Como eu consigo a cura? Primeiro: Identifique a sua condição atual. Identifique a sua condição espiritual. Identifique. Faça uma leitura da sua vida espiritual. Você não pode retornar a menos que perceba que se perdeu no caminho. "Lembra-te, pois, de onde caíste." Faz uma leitura da sua vida. Faz uma leitura da sua vida espiritual. Faz uma análise, um exame... 2 Coríntios 3:5: "Examinem-se, pois, a si mesmos." Teste-se a si mesmo! Faça um auto-exame da sua vida à luz das Escrituras! Identifique a sua condição espiritual! Olhe para você! Como você está vivendo à luz das Escrituras? Faz um mapeamento, uma leitura... Então você vai poder saber... como lidar. "Lembra de onde caíste..." Jesus está dizendo para Éfeso... Veja qual foi a causa da queda, a causa do desvio, a causa do esfriamento, o que está causando? Qual foi o obstáculo que está drenando... a sua fé. Primeiro, faço uma leitura. Segundo: Ore à Deus.

Pedindo graça... para voltar. Ore à Deus pedindo graça para voltar. Olha o que diz Oséias e 7: "Curarei a sua infidelidade..." Vamos trocar infidelidade por desvio? "Curarei 'o seu desvio'. Eu de mim mesmo os amarei porque a minha ira se apartou dele." deles... Olha o verso 7: "os que se assentam de novo à sua sombra voltarão." "serão vivificados como cereal e florescerão como a vide." Ele está dizendo que pode haver resgate! "Eu curarei a sua infelidade!" "Curarei o seu desvio!" "Tão somente ore! Recorra à minha graça!" Peça socorro antes que esse lamaçal te trague! Antes que você dê o último suspiro e seja tarde! Primeiro: Identifique.

Segundo: Ore Terceiro: Arrependa-se! De todos os pecados conhecidos! Arrependa-se! Olha o que Ele fala para Éfeso: "Lembra de onde caíste e ARREPENDA-SE!" Arrependa-se! Vamos ler o que Lutero escreveu aqui: Como Martinho Lutero, famosamente, escreveu na primeira das suas 95 teses: "Quando nosso Senhor e Mestre, Jesus Cristo, disse:" "Arrependei-vos" "Ele fez um chamado para que a vida inteira dos crentes seja constituída de ARREPENDIMENTO." "Nosso problema frequente começa quando esquecemos esse aspecto da vida do Evangelho." O desviado é alguém que se esqueceu da graça do arrependimento. O seu coração se tornou insensível ao seu pecado. E ele perdeu de vista a sua desesperada, e imediata, necessidade por Jesus. Retornar para Jesus requer a dolorosa consciência do nosso pecado e converter-se dele. "Arrepende-te e volta à prática das primeiras obras." Apocalipse Arrependimento. É a maneira de salvar o desviado. E último: Volte-se para Cristo, em uma renovada dependência. Volte-se para Cristo. Aqueles que conhecem à Jesus conhecem um Salvador digno de confiança.

Aqueles que se afastaram da comunhão com Ele, perderam o senso de que dependemos dEle, para receber a graça sustentadora. Olha o que Zacarias diz para você, desviado: "Portando, dize-lhes: Assim diz o SENHOR dos Exércitos:" "Tornai-vos vós para mim, diz o Senhor dos Exércitos." "E Eu me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos." Zacarias Volte para Jesus! Ele é a única fonte de sustento da igreja. A única fonte de sustento do cristão. A única fonte de sutento do desviado. Volte-se para Ele! "Portanto, diz-lhes: Assim diz o Senhor dos Exércitos:" "Tornai-vos para mim, diz o Senhor e Eu me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos." "O que vier a mim, disse Jesus, de maneira nenhuma, eu lançarei fora." Retorne à Jesus! Corra para Jesus! Ore e recorra à graça de Jesus! Lembra da onde caíste! Faça um auto-exame da sua vida... e ARREPENDA-SE! Antes que seja tarde demais. Antes que seja tarde demais. 40 milhões de desviados no Brasil. Não vamos ajudar a aumentar esse número não. Será que você vai ser o próximo? Você está com esses sintomas? Está se desviando? Aos poucos...

Já se desviou? Só está aí na igreja... mas há muito tempo... Não tem comunhão com seu Salvador. Não tem relação nenhuma com Ele. Compromisso nenhum. Você está caminhando ladeira abaixo para um precipício. Dá um giro de 180 graus, meu irmão. Marcos 1:14: "O tempo de Deus está cumprido." "O reino de Deus está próximo." "Arrependa-se e creia no Evangelho." Eu vou dar um exemplo aqui, em segundos, você vai entender. Quem se lembra da parábolo do filho pródigo? O filho pródigo estava lá na casa do pai. Na comunhão com o pai. Ele chegou para o pai e disse: "Dá-me meus bens." Saiu da casa do pai. E foi para um terra longinqua gastar dissolutamente. É a figura do crente que está na presença de Deus, mas que pega o seu talento, a sua fortuna, a sua beleza e se desvia para usar ela no mundo.

Aquele jovem comeu de bolotas... dormiu no chiqueiro, dormiu com porcos, comeu lavagem. Ficou asqueroso, fedido, longe da presença do pai. Sendo alimentado por demônios. Mas de repente, o filho pródigo no chiqueiro que estava, entre os porcos... cheio de farrapos... cheio de vermes... A Bíblia diz... "O filho pródigo caindo em si, disse:" "Lá na casa do meu pai tem abundância de pão," "e eu aqui passando fome." A Bíblia diz que o filho pródigo diz em seu coração... "e caindo em si, diz: "Pai! Pequei contra ti!" "Já não sou digno de ser chamado seu filho. Trata-me, ao menos, como um dos seus empregados." E a Bíblia diz que o filho pródigo, cheio de fezes, cheio de farrapos, andrajoso, cheio de sujeira, ele corre, vai até o pai...

A Bíblia diz que o pai o avista de longe e o beija! O beija e o abraça! E põe o anel no dedo dele, calça os pés e o cobre com a túnica. O que esse anel significa? O desviado perdeu a aliança com Deus! O desviado quebrou a aliança! Rompeu com o Senhor! Divorciou-se do Senhor! Deu as costas para o Senhor! Tirou a aliança... Mas o Senhor está dizendo: "Se você voltar! Se você se arrepender!" "Se você vir de volta eu colocarei o anel no seu dedo." "Eu retornarei minha aliança contigo." "Eu perdoarei você! E Eu receberei você!" Notem, meu irmão, A Bíblia não diz que o filho pródigo tomou banho, trocou de roupa... Ele não teve tempo de tirar aquela coisa imunda! Ele não cortou o cabelo! Ele estava fedendo! Mas o Pai o abraçou fedendo! O Pai o abraçou cheio de farrapos! O Pai o perdoou! Vai como você está! Vai cheio de farrapos! Vai fedendo! Mas vai à Ele! Vai à Ele! Vai enquanto Ele está com o anel disponível...

Vai enquanto Ele quer por no seu dedo! Não importa o que você fez! Quanta bolota! Quanta alfarroba! Quanta comida de demônio você comeu! Quanta orgia! Depravação! Vem para o Pai!! Volta para o Pai! Se arrepende... A Bíblia diz que o filho pródigo disse em si: "Pai, eu pequei!" "Eu pequei!" O filho pródigo não disse: "Foi meu irmão!" "Foi minha mulher!" "Foi o diabo!" NÃO! "EU PEQUEI!" "EU É QUE PEQUEI!" "E eu me arrependo." "Eu é que pequei." ''Eu me arrependo." Não é vontade de Deus que nenhum homem se perca. 

Nenhum comentário